Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Grande Caminhada do Ventor

A Grande Caminhada do Ventor

milan.jpg

Tal como o milhafre vejo a minha Grande Caminhada de cima para baixo



Tudo começou aqui, em  Adrão, na serra de Soajo. No dia 06 de Janeio de 1946, dia de inverno, aquecido pelos raios do meu amigo Apolo, o mundo recebia de braços abertos a chegada dum puto que veio a fazer as suas caminhadas pelos trilhos que o Senhor da Esfera lhe estendeu neste Planeta Azul.


Techo_de_Altamira_(replica)-Museo_Arqueológico_Na

O tecto da Gruta de Altamira, onde mãos de milénios nos deixaram em pinturas estas belas mensagens visuais.


O Ventor saiu das trevas ... para caminhar entre as estrelas.

Ele sonha, caminhando, que as estrelas continuam a  brilhar no céu, que o nosso amigo Apolo ainda nos dá luz e que o nosso mundo continua a ser belo e a fazer pinturas.


Os Blogs do Ventor, do Quico e do Pilantras


Adrão e o Ventor
Caminhando por aí
Ventor e a África
O Cantinho do Ventor
Planeta Azul
Observar o Passado
A Arrelia do Quico
Os Amigos do Quico
Fotoblog do Quico
Fotoblog do Ventor
Fotoblog de Flores
Rádio Ventor
Pilantras com o Ventor
Fotoblog do Pilantras
Montanhas Lindas
Os Filhos do Sol
As Belezas do Ventor
Ventor entre as Flores


Novos posts nos meus Sites

 

Não desanimem. Vamos lá! Último post nas caminhadas do Ventor - Sair de Casa

Mais um post, nos Filhos do Sol, sobre a vespa asiática, em Mafra. Bichinho terrível - Outra vez a Vespa Asiática

02.10.13

Após a Conquista de Niceia


Ventor e Quico

... pela 1ª Cruzada.

(para manter vivo o espírito do Quico, este vosso amigo Pilantras irá observando os rabiscos que ele por aqui deixou e publicá-los-ei, tal como aqui na sequência da 1ª Cruzada)

Conquistada Niceia, após um cerco de um mês e cinco dias, 14 de Maio a 19 de Junho de 1097, realizado pelos cruzados e um contingente bizantino, os cruzados partiram rumo ao seu objectivo inicial - a Terra Santa.

Iluminura do massacre dos peregrinos da Cruzada Popular, na Anatólia

Os cruzados ficaram decepcionados com os bizantinos por negociarem a rendição de Niceia com os turcos seljúcidas nas suas costas e compreenderam que se encontravam sós, desvalorizando, por isso, o juramento quase obrigados a fazer com o Imperador. Por isso decidiram seguir rumo à Terra Santa não pensando mais envolver-se em conquistas a favor de Constantinopla.

A fim de colmatarem as necessidades de abastecimentos, a 26 de Junho, 7 dias após a queda de Niceia, dividiram-se em dois grupos, seguindo à frente um grupo comandado por Boemundo de Taranto e mais atrás, separados cerca de 5 km, um segundo grupo comandado por Godofredo de Bulhão e, de seguida, ambos os grupos se subdividiram em dois subgrupos.

 

Anatólia em 1097, Antes do Cerco de Niceia e da Batalha de Dorileia. A utilização deste ficheiro da autoria de MapMaster, é regulada nos termos da licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada

A 1 de Julho de 1097, os turcos seljúcidas armaram uma cilada aos cruzados da frente, junto à margem do rio Thymbris, onde se iniciou uma grande batalha, conhecida como a Batalha de Dorileia, onde a força comandada por Boemundo de Taranto foi dizimada por uma cavalaria ligeira armada de flechas dos seljúcidas (os célebres arqueiros, cujas linhas da frente lançavam as flechas e eram substituídos por linhas atrasadas) com ataques e recuos sempre a massacrar os primeiros cruzados, até aparecerem as forças da rectaguarda a atacar os turcos de flanco e pela rectaguarda.

 

Um arqueiro dos turcos seljúcidas

Após a junção das forças dos cruzados, os turcos seljúcidas tiveram de abandonar o campo e fugir rumo a leste, deixando para trás, muitos dos seus pertecentes, tendas camelos e várias riquezas.

Após a batalha de Dorileia, os cruzados continuaram a avançar rumo a leste, quase sem oposição, conquistando algumas cidades que voltaram a ser ocupadas pelos turcos cerca de 4 anos depois.

Balduino de Borgonha e Tancredo de Hauteville, ainda disputaram a cidade de Tarso mas seguiram rumo a Antioquia. Porém Balduino de Borgonha instigado por um arménio chamado Bagrat, dirigiu-se rumo ao rio Eufrates e foi tomar a Fortaleza de Turbessel.

Depois, convidado por Teodoro de Edessa, para ajudá-lo na disputa contra os arménios, ele teve grande influência na política do Condado e Teodoro adoptou-o como filho, herdando, logo após a sua morte, o Condado de Edessa, que foi o primeiro feudo cristão no Oriente Médio.


O Ventor, saído da escuridão para a Luz iniciou a sua Grande Caminhada no Planeta Azul . Foi sob o Tecto do seu amigo Apolo que aprendeu a conhecer os seus amigos, ... o porco e todos os outros